SIM, É GRÁTIS!
Seja o primeiro a receber as novidades do site.

Quando foi a última vez que você julgou alguém?

Por Wendel Hicker | 6 de janeiro de 2017


Acho incrível a capacidade dos seres humanos de julgarem uns aos outros. Nós somos peritos em avaliar as ações alheias. Por algum motivo, mesmo não admitindo, acreditamos que somos superiores aqueles que estão sob as nossas opiniões pessoais, sob as nossas visões limitadas sobre a vida.

Ao invés de nos respeitarmos. Respeitarmos as opiniões, as crenças, a cultura, as escolhas do nosso próximo, preferimos colocá-lo em perspectiva e avaliarmos se ele está de acordo com as nossas próprias convicções.

Essa atitude é de uma imaturidade tremenda. Falta sabedoria. Falta tolerância. Falta empatia. Por outro lado, sobra preconceitos. Transborda ignorância. Sobeja hipocrisia.

Como dizia Renato Russo:

Quem insiste em julgar os outros sempre tem alguma coisa para esconder.

Eu repito: sempre!

Porque nós não somos imunes às falhas, estamos, do mesmo modo, propensos a errar. E erramos.

Precisamos de mais humildade para reconhecer e admitir para nós mesmos que julgar ou falar mal do outro não nos fará superiores a ele. Muito pelo contrário, somente comprovará o quão somos carentes por superioridade, sedentos por nos sentir melhores do que o outro. Mera vaidade. Orgulho. Ego.

Pare para pensar as inúmeras vezes que você se permitiu ter essa atitude. Busque ser melhor do que isso. Você pode!

Da próxima vez que se ver nessa situação – julgando outra pessoa conforme aquilo que você acredita; lembre-se do quanto você já errou também e, ao menos, pense na possibilidade de não concluir os seus julgamentos sobre ela e, depois, olhe-se no espelho.

Cada um tem os seus próprios motivos para ser o que é.

Nós somos diferentes. Pensamos, agimos, escolhemos diferente uns dos outros. E é, justamente, essa diversidade de opiniões, ideias, escolhas, crenças, culturas, opções que nos faz ser únicos, singulares como sempre fomos.

Ao invés de julgar, que tal buscar fazer a diferença, contagiando e inspirando positivamente aqueles que estão ao seu redor, por meio do seu exemplo?

Vamos fazer mais e falar menos!

O mundo não precisa de mais juízes, precisa de homens e mulheres capazes de construir um mundo melhor através de atitudes grandes e pequenas, mas necessariamente positivas e significativas.

Enquanto, apenas nos satisfazermos em julgar aquele que vacilou, que roubou, que mentiu, que traiu, nada por aqui vai mudar.


GRÁTIS!
Torne-se Vip agora mesmo e receba todos os nossos conteúdos em primeira mão.

Sou o Fundador do Administrador Jovem, acadêmico de administração e um jovem apaixonado por empreendedorismo, marketing, psicologia, filosofia e desenvolvimento pessoal. Saiba mais...