SIM, É GRÁTIS!
Seja o primeiro a receber as novidades do site.

Será que administração realmente é para você?

Por Wendel Silva Moreira | 22 de janeiro de 2016

 É muito comum conhecermos pessoas que ingressam em uma graduação, iniciam o curso, mas depois de alguns meses ou anos desistem dele, quando descobrem que aquela área escolhida não era realmente o que elas queriam.

Você tem algum amigo ou familiar que já passou por uma situação assim?

Porém, como sabemos, nem sempre isso acontece com os outros. É muito possível que essa situação em algum momento aconteça conosco. Como pode estar acontecendo nesse exato momento com você, concorda comigo?

Várias dúvidas e questões invadem a sua cabeça e você começa a se questionar se aquela área que escolheu tem a ver com a sua personalidade, com suas preferências e seus talentos. Se aquela área foi a melhor escolha que você poderia ter feito quando decidiu se ingressar em uma graduação.

E se porventura estas questões estão tirando o seu sono, lhe dando dor de cabeça e dando um nó em sua mente, fique tranquilo.

Esse artigo foi desenvolvido com o objetivo de ajudar estudantes como você que estão passando por uma situação de incerteza com a própria carreira no que diz respeito ao curso de Administração.

Nesse caso, te convido desde já a refletir na seguinte questão:

Será que Administração realmente é para você?


A SEGUNDA GRADUAÇÃO COM MAIOR NÚMERO DE INGRESSANTES


Não sei se você sabe, mas o curso superior de Administração recebeu, em 2014, 801.936 matrículas, no entanto, somente 302.230 estudantes ingressaram no curso e apenas 112.185 o concluíram (fonte).

Ou seja: muitos estudantes desistiram no decorrer da jornada.

Os motivos são muitos e alguns são bem específicos, mas o principal é que o aluno se deu conta de que Administração não era o que ele curtia fazer.

As vezes até era, mas talvez por ele ouvir inúmeras opiniões de todos os lados, ele decide desistir. Vou falar mais especificamente disso a diante.

Atualmente Administração é a segunda graduação com maior número de matrículas. No entanto, existe uma diferença muito grande entre o número de matrículas e de concluintes como você viu nos dados acima.

Muitos estão deixando essa missão.

Um dos meus objetivos nesse artigo é exatamente esse, que isso não venha a acontecer com você também. Porém, se ele te ajudar a perceber que esse curso não tem nada a ver com o seu perfil, de certa forma, já lhe foi útil.



Eu não quero que você perca tempo, o bem mais valioso que você possui, fazendo aquilo que não te dá prazer.

Sendo assim, fique ligado, que a partir de agora, vou compartilhar com você dicas relevantes, úteis e simples, com exemplos reais de fatos que aconteceram comigo, onde tirei algumas lições bem legais.

Vem comigo!


SE CONHECER É FUNDAMENTAL


Quando você decidiu se ingressar no curso de Administração, qual foi a lógica que você usou para tomar essa decisão? Quais foram os pontos que você levou em consideração? Que informações você utilizou como referência?

Estou perguntando isso, porque estas são perguntas que você deveria saber responder tranquilamente, sem gaguejar. Visto que isso demonstraria que realmente analisou bem todas as informações necessárias para enfim decidir se matricular e ingressar nesse curso.

No meu caso, quando eu comecei a pensar nessa questão de que graduação fazer, eu também não tinha ideia de qual eu poderia me ingressar. Isso aconteceu no final do meu ensino médio.

Mas sabe o porquê isso acontecia?

Por falta de autoconhecimento e informação!

Eu não tinha muito conhecimento de mim mesmo, e esse já era um grande obstáculo nesse processo de buscar um curso que se encaixava às minhas características, pois eu mesmo não me conhecia bem, não conhecia o meu perfil, não parava para analisar os meus pontos fortes e as minhas habilidades.

E tudo isso contribuía para a criação de um enorme ponto de interrogação na minha cabeça.

Dessa situação que eu mesmo vivenciei posso lhe garantir que o primeiro passo para você escolher qual área é a melhor para o seu perfil é obrigatoriamente esse: autoconhecimento.

Se você não se conhecer, fica difícil tomar essa decisão.

Para te ajudar questione-se sobre os seguintes pontos:
  • Quais são as suas principais habilidades?
  • Quais são os seus pontos fortes?
  • Quais características mais se destacam na sua personalidade?
  • Você tem alguma aptidão que geralmente as pessoas elogiam?
  • Quais são os seus gostos pessoais? Suas preferências? O que você gosta de fazer?
Anote as respostas em uma folha, no final desse artigo elas serão úteis. E se quiser se aprofundar um pouco mais nesse assunto, sugiro que leia esse artigo aqui do Administrador Jovem.

Agora, percebeu a simplicidade dessas perguntas? Pois bem, não se engane por elas serem simples, pois elas têm a capacidade de extrair respostas cruciais para definir se Administração é ou não para você.


BUSQUE INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO


Depois de responder as perguntas anteriores e obter respostas satisfatórias, o próximo passo se resume em buscar mais informações sobre essa área, seja na internet, em livros, com estudantes que já frequentaram o curso e com profissionais que vivenciam ou já vivenciaram as experiências que ela proporciona.

Volto a me utilizar como exemplo:

Quando eu passei a me conhecer melhor pude, enfim, ter mais clareza sobre o curso que poderia ser ideal para mim. Como tecnologia estava entre as minhas preferências, gostava de ler assuntos sobre isso, me matriculei em um técnico em informática.

No entanto, quando eu estava fazendo o curso não me sentia completamente satisfeito com ele, confesso que me sentia um peixe fora d’agua inúmeras vezes. E durante a realização dele, percebi que havia cometido um erro:

Eu não havia obtido informações suficientes antes de me ingressar nele.

Eu tinha visto a grade curricular do curso, mas não tinha me aprofundado nela, não pesquisei sobre as matérias que a compunham. E hoje vejo, que se eu tivesse feito essa pequena pesquisa, isso poderia ter sido crucial na minha escolha.

Não desisti do curso, eu o concluí.

E, de certa forma, foi ótimo, porque entre as matérias que eu estudei havia duas que me chamaram muito a atenção: Gestão Empresarial e Empreendedorismo.

Por já ter conhecimento das minhas preferências, logo que tive a primeira aula de empreendedorismo foi suficiente para eu identificar que aquilo tinha tudo a ver com a minha ideia de um dia se tornar um empresário, além disso, eu sabia que eu possuía as características de um empreendedor.

Terminei o curso com algo muito claro na minha cabeça e esse algo era a ideia de que eu queria muito gerir uma empresa, quiçá a minha própria empresa.

Dessa vez tinha certeza que o próximo passo para saber o curso ideal era buscar o maior número de informações daquele que melhor se encaixava no meu perfil, depois de eu já ter um conhecimento prévio e suficiente de mim mesmo.

Após várias pesquisas, estava convicto que o curso ideal era o de Administração.

Ah... e sim, se você deseja empreender, Administração é um curso fantástico!

Devido a algumas situações eu não pude me matricular nele de imediato, no entanto, busquei aqui na minha cidade um curso técnico que já pudesse adiantar aquilo que eu gostaria de aprender, logística.

No que se refere a minha vida escolar, foi a melhor decisão que eu tomei.

Pois, a partir daquele curso pude ter ainda mais certeza de que Administração era o que eu queria, tive professor gerente, supervisor e outros com um conhecimento sem igual nessa área, o que foi determinante na minha escolha, porque eles também transmitiam suas experiências profissionais nas aulas.

Depois que concluí esse curso, pude então me matricular tranquilamente em uma graduação de Administração, pois já tinha obtido informações mais do que suficientes para eu tomar essa decisão.


3 PASSOS SIMPLES PARA SABER SE ADMINISTRAÇÃO É PARA VOCÊ


Por isso, sinto-me mais do que seguro em te dizer que 3 passos são o bastante para você responder com convicção a pergunta:

Será que Administração realmente é para você?

E esses passos são:
  1. Obtenha o maior número de informações sobre si mesmo
  2. Obtenha o maior número de informações sobre o curso que eventualmente se encaixa no seu perfil
  3. Feito os passos anteriores, decida!
Nada mais do que isso. Eu garanto!

Somente não cometa o erro que a maioria das pessoas comete ao decidir se um curso é ou não para ela. Sabe qual é ele?

Está no passo um, elas buscam informações sobre o curso, mas não buscam informações sobre elas mesmas.

E esse é um erro muito bobo.

Elas se satisfazem em “achar” que determinado curso é o ideal.


AS OPINIÕES A RESPEITO DA SUA CARREIRA


Uma situação que acontece muito é ouvirmos sugestões de todos os lados a respeito do que é ou não é bom para a nossa vida. São amigos dizendo que Contabilidade é a nossa cara. Nossos pais que desejam que façamos Direito. Alguns parentes nos perguntando quando vamos começar a fazer Medicina.

Óbvio que exagerei nos exemplos, mas é para deixar bem claro as distintas opiniões que ouvimos de várias pessoas.

O que na verdade não nos ajudam em nada. Sabe porquê?

Porque essa é uma decisão que só cabe a nós mesmos. Seremos nós que vivenciaremos todas as experiências, não serão eles. Nós que devemos escolher aquilo que é melhor para a gente, não outra pessoa. Não é o nosso pai, nossa mãe, irmão, amigos... somos nós!

Esse abacaxi é a gente que tem que descascar. É VOCÊ!

Na maioria das vezes, ouvir essas pessoas só vai causar ainda mais confusão na sua mente.

O que você precisa fazer nesse momento, é voltar-se para dentro de si e ter uma conversa sincera consigo a respeito desse assunto.

Caso, esteja extremamente difícil, sugiro que procure um profissional para te orientar.


SERÁ QUE VOCÊ TEM AS HABILIDADES BÁSICAS DE UM ADMINISTRADOR?


Para finalizar, deixei para te apresentar, por último, as principais habilidades de um administrador para você responder a si mesmo se elas correspondem às suas próprias características.

Fazer essa análise pode te ajudar bastante, porém, como já disse, busque mais informações sobre o curso para uma conclusão mais correta. Vamos a elas.

Um administrador:
  • Se comunica bem
  • Sabe trabalhar em equipe
  • Tem facilidade no relacionamento interpessoal
  • Valoriza o ser humano
  • É competente para liderar
  • Possui capacidade para lidar com conflitos 
  • Deve ter controle emocional
  • Sabe aproveitar as oportunidades
  • Tem criatividade para criar soluções
  • Possui iniciativa
  • É organizado
  • É muito responsável
  • Tem disposição para correr risco
  • Tem capacidade de identificar prioridades
  • Tem competência para cumprir metas
  • Tem capacidade de estabelecer e consolidar relações
  • Sabe delegar funções 
  • É fera em operacionalizar ideias
  • Tem domínio de métodos e técnicas
  • Tem facilidade para tomar decisões
Agora é com você! Utilize as respostas que você obteve com as perguntas no início desse artigo e veja se elas se relacionam com essas características.


CONCLUSÃO


E aí, gostou desse artigo? Ele foi útil para você?

Então, por favor, compartilhe com mais pessoas, talvez elas estejam com esse mesmo problema. Além de, é claro, deixar o seu comentário ali embaixo me dizendo o que achou desse conteúdo, deixe suas dúvidas, será muito legal ler o seu feedback e eu mesmo vou te responder!

Por fim, se ainda não é inscrito em nossa Lista VIP, digite seu e-mail abaixo para receber todas as nossas atualizações, insights e indicações!



Imagens: Visual Hunt
GRÁTIS!
Torne-se Vip agora mesmo e receba todos os nossos conteúdos em primeira mão.